skip to Main Content

Lesões no Crossfit

Introdução

O Crossfit é uma modalidade esportiva baseada em movimentos variados de alta resistência e altamente funcionais. O risco de sofrer uma lesão é semelhante ao risco de outras modalidades esportivas como futebol e rugby. Porém, as lesões no Crossfit ocorrem quando os movimentos são realizados sem a orientação específica. As lesões esportivas mais frequentes, devido a prática do Crossfit, são as tendinites, as doenças articulares e lesões musculares (como estiramentos). Os locais mais acometidos são os ombros e as costas, principalmente a coluna lombar.

A hiperextensão dos punhos, movimento comum no Crossfit, pode levar à fraturas por estresse e lesões de ligamentos, e devem sem avaliadas por especialista. É frequente a ocorrência de fraturas por estresse, principalmente nas pernas e nos pés, que podem precisar de tratamento cirúrgico se não tratadas de forma precoce.

O que é o Crossfit?

O Crossfit é uma modalidade esportiva relativamente recente, criada em 2000 na Califórnia, EUA.

Trata-se de um programa de condicionamento físico baseado em movimentos variados de alta resistência e altamente funcionais, ou seja, que reproduzem gestos e movimentos utilizados no dia-a-dia para a realização de atividades de alta demanda (agachar, levantar pesos sobre a cabeça, se pendurar por exemplo).

O treino é sempre diário e composto por um aquecimento, uma sessão de técnica de algum movimento específico e, por fim, o chamado WOD – Workout of the Day (em português: o exercício do dia). Todos os treinos são diferentes entre si, levando a uma grande variedade de combinações.

Existem diferentes “modalidades” de exercícios dentro do Crossfit, são elas:

  • LPO – Levantamento de peso olímpico: modalidade extremamente técnica que se baseia em levantar cargas acima da cabeça.
  • Movimentos ginásticos e calistênicos, que utizam o peso do corpo como barras, subida na corda e argolas.
  • Exercícios de condicionamento aeróbido: corrida, remo, bicicleta estacionária.

O risco de se machucar durante a prática é maior do que outros esportes?

Não, o risco de sofrer uma lesão é semelhante ao risco de outras modalidades esportivas como futebol e rugby.

Porém, as lesões no Crossfit ocorrem quando os movimentos são realizados sem a orientação específica.

É necessário observar a técnica na execução dos movimentos, e também observar se a carga está de acordo com o nível técnico e físico do participante.

Muitas vezes, o excesso de treino e de carga pode levar à fadiga muscular, perda do controle do movimento e à lesões.

Um dos fatores mais importantes associados à uma prática segura é o acompanhamento de um “Coach” (ou técnico) bem formado e cuidadoso.

Quais os tipos mais comuns de lesão no Crossfit?

As lesões mais frequentes na prática do Crossfit são as tendinites, as doenças articulares e lesões musculares (como estiramentos). Diferente do que se pode imaginar, a ocorrência de fraturas é muito menos comum.

As partes do corpo mais comumente afetadas são os ombros e as costas, com predomínio da região lombar. Em terceiro lugar estão as lesões dos joelhos.

A maioria das lesões ocorre durante a execução de movimentos de levantamento de peso (principalmente deadlift, snatch, clean and jerk, squat e overhead press).

Lesões no Crossfit | Dr. Guilherme Sevá

Quais fatores podem aumentar o risco de lesões no Crossfit?

São fatores associados à maior chance de sofrer lesões:

  • Tempo de participação no esporte. Praticantes de longa data em geral têm mais confiança nos movimentos e arriscam a utilização de maiores cargas e movimentos mais avançados.
  • Existência de lesões antigas. Muitas vezes a presença de uma lesão prévia pode favorecer novas lesões, tanto por uma piora de uma lesão antiga como por dificultar os movimentos e sobrecarregar outras regiões.
  • Frequência muito alta de treinos. Ou treinar todos os dias, não permitindo tempo de repouso para os músculos e articulações.
  • Participação em competições.
  • Idade
  • Iniciantes sem adequada instrução técnica
  • Alongamento antes do treino. O alongamento, ou mobilidade, é fator protetor para a ocorrência das lesões. Porém, se realizado imediatamente antes do treino, leva à microlesões das fibras musculares que dificulta a resposta muscular ao exercício. Desta forma, o participante pode sofrer uma lesão.

Lesões nos punhos no Crossfit

Embora não sejam a maioria, elas existem.

Muitos movimentos do Crossfit utilizam a hiperextensão dos punhos de forma repetitiva.

Esses movimentos inicialmente podem causar somente dor, porém quando o esforço se torna persistente ou acompanhado da utilização de grandes cargas, pode levar à uma lesão.

As lesões mais associadas ao Crossfit são:

  • Fraturas do punho: frequentemente podem ocorrer fraturas sem deslocamento dos fragmentos, ou então fraturas por estresse, que não são vistas inicialmente nas radiografias. Se não diagnosticadas e tratadas, podem levar à dor crônica e impossibilidade de treinar. O tratamento geralmente é feito com terapia ocupacional e utilização de órteses.
  • Lesões de ligamentos do punho: são as lesões mais graves. Os ligamentos funcionam como estabilizadores das articulações e, quando ocorre ruptura dos mesmos, as articulações ficam instáveis e até mesmo os ossos podem se separar. Se não tratada adequadamente, esta lesão pode levar ao desgaste das articulações e aposentar o atleta de forma precoce. Além disso, pode levar à dor crônica e dificuldade de movimentar o punho. É necessária avaliação cuidadosa por um cirurgião de mão e punho para iniciar o tratamento de forma precoce pois alguns casos podem necessitar de tratamento cirúrgico.

Lesões no Crossfit | DS Ortopedia

Lesões dos pés e tornozelos no Crossfit

As lesões no Crossfit que acometem pés e tornozelos não são comuns, e têm uma incidência menor do que outros esportes como futebol e corrida.

Torções no Tornozelo | Dra. Juliana Doring
Crossfit: Saltos de caixa podem ocasionar torções no tornozelo

As lesões mais frequentes são:

  • Torções do tornozelo: ocorrem mais comumente durante os saltos na caixa, corrida e saltos de corda, além de poderem acontecer durante a aterrisagem em uma queda. Devem ser imediatamente avaliadas por um ortopedista especializado em pés para que seja feita a imobilização e o tratamento adequados.
  • Fasceíte plantar: na parte de baixo dos pés existe uma estrutura chamada fáscia plantar, que estabiliza o arco do pé e promove o impulso para a caminhada e a corrida. Os exercícios com saltos repetitivos, como por exemplo pular corda, podem inflamar esta região e cursar com dor no calcanhar ou no centro do pé. O tratamento deve ser precoce para evitar que o problema se torne crônico e de difícil resolução.
  • Fraturas por estresse: as fraturas por estresse ocorrem com mais frequência na prática do Crossfit, e estão associadas a atividades com carga repetitiva nos membros, como saltos e corrida. Elas começam como as conhecidas “canelites” porém podem progredir para estágios mais graves. As regiões mais comuns em que isso acontece são as pernas e os metatarsos (na parte de cima do peito do pé). É necessária a avaliação de ortopedista especializado para o início do tratamento pois, em alguns casos, essas fraturas podem precisar de tratamento cirúrgico.

Como evitar lesões no Crossfit?

Você gosta de treinar? Perfeito. O Crossfit é uma modalidade excepcional para se manter fisicamente saudável, e não apresenta um risco maior de lesões esportivas se comparado a outras modalidades. Porém, alguns cuidados devem ser tomados. São eles:

  • Trabalhe a sua mobilidade. A mobilidade das articulações é essencial para que os músculos consigam ganhar força e executar os movimentos de forma a não agredir as articulações. Mas atenção: os treinos de alongamento devem ser realizados em dias diferentes dos dias de treino.
  • Procure um treinador qualificado. A ocorrência de lesões esportivas é maior quando o praticante executa exercícios sem supervisão, com cargas inadequadas e sem a técnica adequada. Um bom Coach deve estar por perto para corrigir e orientar a todo tempo.
  • Treinar todo os dias não vai te fazer um melhor atleta. Os músculos precisam de descanso para se recuperar e crescer. Procure colocar intervalos entre os treinos durante a semana. Isso otimiza a resposta muscular ao exercício e diminui a chance de ocorrer lesões por sobrecarga, como fraturas por estresse.
  • Trabalhe a sua técnica. O treino técnico é o maior aliado na prevenção de lesões esportivas. Só aumente a carga uma vez que tenha dominado de forma adequada o movimento.
  • Se alimente bem.

Sentiu dor durante o treino? Pare o movimento e descanse. Se persistir a dor, procure um ortopedista especialista em lesões esportivas.

Perguntas dos Pacientes

1. Faz mal fazer Crossfit?

De forma alguma. O Crossfit é uma modalidade esportiva como qualquer outra e, se praticado de forma responsável com desenvolvimento técnico gradual e supervisão adequada, é uma excelente atividade física.

2. Por que Crossfit lesiona?

O Crossfit é um treino de alta intensidade e extremamente técnico, realizado geralmente em intervalos curtos de tempo. Para atingir os objetivos do treino é necessária técnica adequada, bom condicionamento muscular e cardiovascular.  Praticantes que não apresentam condições físicas adequadas, quando não orientados por profissional competente, podem estar mais propensos à ocorrência de lesões.

3. Quais as principais lesões do Crossfit?

As principais lesões no Crossfit são as lesões na coluna lombar e nos ombros.

4. O que os ortopedistas falam sobre Crossfit?

Os ortopedistas especializados em tratamento de atletas amadores e profissionais, ou seja, ortopedistas esportivos, concordam que o Crossfit é uma modalidade esportiva como qualquer outra e deve ser praticada sob orientação adequada e com respeito aos limites individuais. Deve haver uma atenção focada ao bom desenvolvimento da técnica de execução dos movimentos e progressão lenta das cargas. Se respeitadas estas condições, é uma atividade física excelente que promove um bom desenvolvimento musculoesquelético, contribuindo para o bem-estar físico e mental.

Referências:

Rodríguez M et al. Injury in CrossFit®: A Systematic Review of Epidemiology and Risk Factors. The Physician and Sportsmedicine, 2020

Alekseyev et al. Identifying the Most Common CrossFit Injuries in a Variety of Athletes. Rehabilitation Process and Outcome, 2020

Tawfik A et al. A Study on the Incidence of Hand or Wrist Injuries in CrossFit Athletes. Cureus, 2021

SBRATE – SOCIEDADE BRASILEIRA DE ARTROSCOPIA E TRAUMATOLOGIA DOS ESPORTE

Back To Top