skip to Main Content

Cirurgia Minimamente Invasiva em Ortopedia

Introdução

As cirurgias minimamente invasivas são modalidades cirúrgicas que utilizam apenas pequenos cortes ou orifícios naturais do corpo para introdução de instrumentos, no lugar das cirurgias tradicionais que habitualmente necessitam de cortes grandes. A principal vantagem associada a estas modalidades é que elas promovem um maior conforto ao paciente no período pós-operatório.

A cirurgia minimamente invasiva tem ótimas indicações para o tratamento das doenças das extremidades, como síndrome do túnel do carpo, dedos em gatilho, cistos sinoviais no punho, lesões de ligamentos nos tornozelos e doenças articulares.

Os profissionais habilitados para a realização destes procedimentos são ortopedistas especialistas na área a ser abordada, com treinamento específico para estas técnicas.

O que é cirurgia minimamente invasiva?

São modalidades cirúrgicas ortopédicas que utilizam apenas pequenos cortes ou orifícios naturais do corpo para introdução de instrumentos, no lugar das cirurgias tradicionais que habitualmente necessitam de cortes grandes.

O que é cirurgia minimamente invasiva? | DS Ortopedia

Qual a vantagem das cirurgias minimamente invasivas?

A principal vantagem associada a estas modalidades é que elas promovem um maior conforto ao paciente no período pós-operatório.

As cirurgias tradicionais abertas por meio de cortes grandes e profundos levam a uma maior agressão da pele e dos músculos, levando também a maior inchaço, sangramento e dor após a cirurgia.

Para obterem melhores resultados, as cirurgias ortopédicas necessitam de reabilitação precoce logo após a cirurgia.

Ou seja, em termos gerais, quanto mais precoce for a mobilização dos músculos e articulações, menos massa muscular o paciente vai perder e mais rápido será seu retorno às atividades habituais.

Quando a agressão das cirurgias tradicionais é muito grande, o inchaço e a dor atrapalham esta fase tão importante da reabilitação, atrasando o processo.

As cirurgias minimamente invasivas diminuem esses efeitos colaterais, fazendo com que o período de reabilitação seja facilitado. Isso faz com que a evolução na fisioterapia seja mais rápida, além de menos indolor.

Além disso, se mantidas imóveis por muito tempo, as articulações tendem a ficar rígidas. Isso é especialmente verdade quando se trata das articulações das mãos e punhos.

Após as cirurgias das mãos e punho, quando o processo de reabilitação é atrasado por dor ou inchaço, o resultado final pode ficar comprometido.

Quais doenças podem ser tratadas de forma menos invasiva?

Na ortopedia existem opções de tratamento cirúrgico para todas as especialidades. A cirurgia minimamente invasiva tem ótimas indicações para o tratamento das doenças das extremidades. São elas:

Mãos e punhos

  • Síndrome do túnel do carpo
  • Dedo em gatilho
  • Cisto sinovial do punho
  • Lesões de ligamentos do punho
  • Fraturas do escafóide
  • Lesões da fibrocartilagem triangular
Cirurgia Minimamente Invasiva | DS Ortopedia
Incisão minimamente invasiva para tratamento de síndrome do túnel do carpo.

Pés e tornozelos

    • Rupturas do tendão de Aquiles
    • Lesões de ligamentos do tornozelo / Instabilidade dos tornozelos
    • Artrose (desgaste articular) do tornozelo
    • Artrose (desgaste articular) dos ossos do pé
    • Fasceíte plantar
    • Tendinites do Aquiles
    • Esporão do calcâneo
    • Joanetes e dedos em garra
    • Pés chatos em crianças
Pequena incisão para tratamento de lesão ligamentar do tornozelo
Pequena incisão para tratamento de lesão ligamentar do tornozelo.

Quais os tipos de cirurgia minimamente invasivas?

Os tipos mais conhecidos de cirurgia minimamente invasiva são as artroscopias e as endoscopias.

O que essas modalidades têm em comum é o fato de utilizarem instrumentos de vídeo para visualizar as estruturas a serem operadas, por meio de pequenos cortes (chamados portais).

A diferença entre elas é que as artroscopias são as cirurgias por vídeo realizadas dentro de articulações, e as endoscopias são as cirurgias por vídeos realizadas dentro de cavidades do corpo.

Fora estas modalidades, temos ainda as cirurgias percutâneas, que são cirurgias realizadas também com pequenos cortes, e podem ser guiadas por aparelhos de raios X ou ultrassom.

Cirurgia minimamente invasiva
Visão por vídeo de uma endoscopia de tendões.

Que profissionais estão habilitados para a realização das cirurgias minimamente invasivas?

Os profissionais habilitados para a realização destes procedimentos são ortopedistas especialistas na área a ser abordada, com treinamento específico para estas técnicas.

As técnicas minimamente invasivas geralmente são mais difíceis de ser realizadas do que as técnicas convencionais e demandam do profissional um treinamento extenso. Além disso, é necessário que o especialista mantenha um treinamento contínuo, por meio da sua prática diária, para manter suas habilidades em dia.

É possível encontrar os ortopedistas habilitados por meio das sociedades de especialidades Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia Esportiva.

Perguntas dos Pacientes

1. O que é cirurgia mini invasiva?

A cirurgia mini invasiva é o mesmo que minimamente invasiva, e são técnicas que utilizam pequenas incisões par acessar as estruturas a serem operadas.

2. O que é tratamento invasivo e não invasivo?

A diferença entre invasivo e não invasivo é que o procedimento invasivo é realizado por meio da introdução de algum aparelho ou objeto no corpo (agulhas, instrumentais cirúrgicos, etc), enquanto o procedimento não invasivo é limitado à superfície da pele.

3. O que é cirurgia percutânea de joanete?

A cirurgia percutânea é uma modalidade de cirurgia para correção de joanetes que é realizada por meio de pequenos cortes para a introdução de instrumentos e parafusos, guiada pelo uso de aparelho de raios X para a visualização do procedimento.

Back To Top